Breaking News

O ­Brasil ­reencontra o fantasma do racionamento de energia


Por: Carlos Drumond / Carta Capital

Era só o que faltava. Com a pior gestão da pandemia no mundo, a fome disseminada­ e o desemprego em alta, o ­Brasil ­reencontra também o fantasma do racionamento de energia, como em 2001.



Uma crise energética que provocaria, no mínimo, apagões nos meses de setembro e outubro e turva as perspectivas de recuperação da economia, passou a frequentar a conversa de investidores, acadêmicos e especialistas e transbordar para as análises da mídia.

O receio surge da combinação clássica e trágica dos fatores que levaram ao caos de duas décadas atrás: ­ausência crônica de planejamento, investimentos insuficientes e nem sempre adequados e opção sistemática pelo atendimento aos interesses de grupos poderosos do setor elétrico em prejuízo da população.

Tais problemas foram ampliados no atual governo e explodiram com a pior seca do País em 91 anos. Além disso, corre-se o risco de perenizar a vulnerabilidade com a iminente privatização da Eletrobras,­ a maior empresa de energia elétrica da América Latina, a ser oferecida, ainda por cima, a preço irrisório, se o Senado não barrar a Medida Provisória­ aprovada pela Câmara dos Deputados. 

Veja a reportagem completa: clique aqui.

Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.