Breaking News

Avanço da variante Delta ameaça festas da virada e carnaval 2022


Enquanto o índice de vacinados contra a covid-19 no Brasil ainda caminha para os 20%, prefeitos como Eduardo Paes (PSD), do Rio, e Ricardo Nunes (MDB), de São Paulo, já anunciam a possibilidade de festas de Réveillon e Carnaval em 2022. Também de olho na vacinação, os maiores carnavais do Nordeste já se preparam para a folia com eventos-teste.



Especialistas ouvidos pelo UOL afirmam contudo que apenas o avanço da vacinação não basta para a realização de eventos de massa. Entre os principais motivos para a cautela, está a variante delta, que acende um alerta para os planos de volta à normalidade nos próximos meses.

Cientistas brasileiros dizem que cogitar eventos com aglomerações gera uma falsa sensação de segurança. Para eles, ainda não é possível prever quando as festas serão permitidas.

Os planos de Réveillon no Rio e Carnaval em São Paulo, Salvador, Recife e Olinda vão na contramão do que países já dominados pela delta têm adotado para conter o vírus.

Os países que viram queda considerável de casos já enfrentam novos surtos, e o número de infecções subiu 80% no mundo todo em apenas um mês. A OMS (Organização Mundial de Saúde) afirma que os avanços obtidos nos últimos meses podem estar "sob ameaça ou sendo perdidos".

Reportagem completa: clique aqui.



Nenhum comentário

Os comentários publicados não representam o pensamento ou ideologia do Portal Lapa Oeste, sendo de inteira responsabilidade dos seus autores.